terça-feira, julho 08, 2008

Futura traz série completa sobre d. João



Um quadrinho pode ensinar História? Pode, sim! Com certeza! São muitos os exemplos fora do Brasil, mas aqui a coisa ainda é rara. Torço para que os espaços se abram para jovens quadrinistas e historiadores. No sábado eles exibiram um making off com os dubladores, os autores, não vi tudo, mas a parte que assisti foi excelente. Decidi comprar o quadrinho. A matéria que segue saiu na Folha de São Paulo e lá embaixo a sinopse do livro.

Televisão/Especial

Futura traz série completa sobre d. João
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Em meio à comemoração dos 200 anos da chegada da família real portuguesa ao Brasil e de todo o revisionismo que ela incita, a historiadora Lilia Schwarcz e o ilustrador Spacca propuseram contar o período pela linguagem dos quadrinhos em "D. João Carioca - A Corte Portuguesa no Brasil (1808-21)" (Companhia das Letras).

Baseado no livro, o canal Futura exibe desde março "Dom João no Brasil". Na série de 12 programetes, os desenhos originais ganharam vida com movimento de câmera, recursos de videografismo, trilha sonora e dublagem -que inclui o sotaque lusitano.

E, se não chegam a ser um desenho animado em seu formato mais tradicional, os programetes fazem uma boa transposição do livro para a TV. Hoje, o Futura reúne todos os episódios em um único programa, que traz ainda um making of sobre o processo de animação das ilustrações do livro.

Permeado por humor, "Dom João no Brasil" começa ainda em Portugal, com a notícia de que Napoleão dará um mês aos portugueses para que fechem seus portos aos ingleses, levando dom João a cogitar a mudança da corte ao Brasil.

O programa segue narrando os principais fatos dos 13 anos em que dom João esteve bem à vontade em terras brasileiras.
(BRUNA BITTENCOURT)


DOM JOÃO NO BRASIL
Quando: às 19h30
Onde: no Canal Futura; classificação livre


D. João Carioca: a Corte Portuguesa no Brasil(1808-21)
SPACCA;LILIA MORITZ SCHWARCZ

Há quem diga que d. João gostou tanto do Brasil que por aqui foi ficando. Mesmo depois que os franceses foram expulsos de Portugal, que aconteceu o Congresso de Viena, que a paz foi decretada e a guerra chegou ao fim, o príncipe português preferiu não voltar a ocupar o seu trono em Portugal.Na nova capital do Império, sediada no Rio de Janeiro, o príncipe regente reproduziu a pesada estrutura portuguesa, criou instituições e escolas, fundou jornais e o Banco do Brasil. Além do mais, encontrou um belo lugar para morar ? a Quinta da Boa Vista , onde ficava apartado da esposa, Carlota Joaquina, que vivia em Botafogo. Esqueceu da guerra, sarou da gota e aproveitou o clima e as frutas dos trópicos. Acomodou-se de tal maneira que virou um João carioca personagem popular de nossa história e cuja passagem pelo Brasil completa cem anos em 2008. Para lembrar dessa data especial, o cartunista Spacca e a historiadora Lilia Moritz Schwarcz narram a aventura da casa real que atravessa o oceano e pela primeira vez governa um império a partir de sua colônia americana.O livro reconta essa história usando a linguagem dos quadrinhos, elaborada com base em extensa pesquisa não só documental e historiográfica,como fielmente pautada na iconografia da época. A obra traz ainda uma bibliografia sobre o tema, uma cronologia que ajuda a entender os fatos no calor da hora e inclui uma galeria de esboços preliminares e estudos de personagens, cenários e vestimentas. D. João nunca foi tão brasileiro!

3 comentários:

Artur disse...

Por acaso alguém tem o Making of disponivél pra baixar?

Shoujofan disse...

Se alguém encontrasse...

INSPIRANTES disse...

amei!